Tags: ENEM

Com as eleições em 2022, a temática das fake news voltou ainda mais forte ao debate, tendo grandes chances de aparecer nas questões do Enem e dos principais vestibulares do país.

Além de aparecer nas questões, ainda há a possibilidade desse assunto ser tema da redação do Enem. Se esse for o caso, você estaria preparado para redigir seu texto sobre fake news?

Se sua resposta é não, este artigo é para você. Aqui, explicaremos como fazer uma redação sobre fake news, incluindo estrutura e repertório. Fique conosco e esteja preparado para essa temática!

Aqui você vai conferir:
O que são fake news
Os impactos das fake news na sociedade
A estrutura ideal de uma redação sobre fake news
Inclua leituras sobre fake news ao seu repertório sociocultural

Descubra os segredos para tirar nota 1000 na redação do ENEM!

O que são fake news

Fake news significa notícia falsa, o famoso boato. Com o advento da internet e das redes sociais, elas ganharam grande impulso.

É importante salientar que as fake news podem ser produzidas de forma intencional ou não intencional.

Uma notícia divulgada sem a devida apuração do caso, uma pessoa que mente em depoimento, ou mesmo dados publicados de forma incorreta, podem gerar notícias falsas.

As principais características dessas notícias são: o sensacionalismo, a fofoca envolvendo alguma celebridade e temas polêmicos.

Dessa forma, é muito importante checar a informação em algum site confiável antes de espalhar. Notícias sensacionalistas mexem com nossa curiosidade e imaginação, por isso são tão fáceis de serem repassadas.

Os impactos das fake news na sociedade

As fake news podem ser extremamente prejudiciais para a sociedade.

No contexto da pandemia, por exemplo, houve a disseminação de notícias falsas sobre as formas de prevenção. Muitas delas questionavam o uso de máscaras, alegando que não eram eficazes para prevenir a doença. Com isso, muitas pessoas começaram a não querer usar a proteção.

Nessa mesma onda, também foram divulgadas receitas caseiras, remédios sem comprovação científica e informações mentirosas sobre o vírus. Tudo isso foi extremamente prejudicial para o combate à doença.

É importante ressaltar que apesar de ser um tema atual, as fake news existem há vários séculos. A história de grandes heróis sempre foi povoada por boatos. E boato você sabe como funciona, se espalha rápido, sendo difícil localizar a origem.

A grande questão é que muitas pessoas não sabem diferenciar ou até mesmo identificar uma notícia falsa de um acontecimento verdadeiro, o que torna tudo mais complexo.

Com a aproximação da data das eleições de 2022, esse tema se torna ainda mais urgente, já que nesse período a disseminação de fake news cresce muito.

Sendo assim, podemos dizer que são expressivos os impactos das fake news em nossa sociedade.

>>> Leia mais: 6 livros que ajudam na redação do Enem

Redação sobre fake news - jovem estudando com o notebook e fones de ouvido

Estrutura ideal de uma redação sobre fake news

Saber estruturar as ideias num texto dissertativo-argumentativo tornou-se uma necessidade para quem pretende tirar uma boa nota no Enem.

Abaixo, trazemos uma sugestão de estrutura de uma redação sobre fake news. Confira:

Introdução

A primeira parte da redação é a introdução. O ideal é que ele contenha cerca de 5 linhas. Essa parte tem o objetivo de contextualizar o leitor sobre o assunto que você vai discutir ao longo do seu texto.

Nessa parte, você deve trazer também o contexto da temática das fake news, bem como apresentar sua tese (o que você acha do tema). Para isso, você pode utilizar os seguintes recursos:

  • Dados histórico;
  • Dados estatísticos;
  • Comparações — pode ser entre épocas ou países, por exemplo;
  • Citar uma frase impactante (e relacionada com o tema);
  • Colocar a definição de um conceito chave.

>>> Leia mais: Como fazer uma introdução: exemplos, frases e o que evitar

Desenvolvimento

Depois da introdução, os próximos dois ou três parágrafos do seu texto devem ser dedicados ao desenvolvimento dos seus argumentos, com cerca de 7 linhas para cada.

Os parágrafos de desenvolvimento são aqueles em que você apresenta os argumentos que defendem a seu posicionamento sobre o tema das fake news, com o objetivo de convencer o leitor do seu ponto de vista.

Nessa parte, é muito importante utilizar conectivos para ligar seus parágrafos, como:

  • ademais;
  • além disso;
  • somado a isso;
  • primeiramente;
  • em primeiro lugar;
  • em segundo lugar.

>>> Leia mais: Estratégias argumentativas? Veja exemplos de redação nota 1000!

Conclusão

Por fim, a conclusão é o parágrafo que finaliza a redação do Enem. Ela deve conter aproximadamente 5 linhas.

Aqui, você não deve mais abordar novos argumentos, e sim relacionar o que já foi exposto e propor soluções para os problemas abordados ao longo do texto.

Nessa parte, é muito impotente trazer uma proposta de intervenção sobre o tema, que precisa conter:

  • solução;
  • agente responsável — Ministério da Saúde, mídia, entre outros;
  • meio de resolver o problema;
  • resultado.

Assim como o desenvolvimento, é importante utilizar conectivos nessa parte, mas, dessa vez, conclusivos, como:

  • por fim;
  • sendo assim;
  • dessa forma;
  • dessa maneira;
  • então;
  • portanto;
  • por isso;
  • em vista disso.

>>> Leia mais: A importância do tópico frasal para tirar nota 1000 na redação do Enem

Inclua leituras sobre fake news ao seu repertório sociocultural

Redação sobre fake news - jovens estudante em sala de aula estudando

Uma ótima forma de se preparar para uma redação sobre fake news é ampliar seu repertório cultural sobre o assunto.

Relembre algumas notícias falsas que ganharam grande repercussão na mídia, elas podem servir de exemplo para a sua redação:

1. Vacina contra a Covid-19

Durante a pandemia de Covid-19 houve uma variedade de fake news sobre as vacinas. A Universidade Federal de Santa Maria preparou uma lista de TOP 5:

  1. A vacina contra a Covid-19 vai modificar o DNA dos seres humanos
  2. A vacina contra a Covid-19 tem chip líquido e inteligência artificial para controle populacional
  3. Imunizantes contra Covid-19 estão relacionados à transmissão de HIV
  4. Vacinas contra Covid-19 criam campo magnético no corpo de quem é imunizado
  5. CoronaVac não tem comprovação científica

2. A urna eletrônica

Nas últimas eleições, vem se espalhando uma série de notícias falsas que questionam a legalidade das urnas eletrônicas.

A Justiça Eleitoral, contudo, já comprovou que utiliza o que há de mais moderno em termos de segurança da informação.

A urna tem mais de 30 barreiras digitais a serem vencidas para se conseguir efetuar qualquer alteração. Esses mecanismos são postos à prova durante os Testes Públicos de Segurança (TPS).

Durante as cinco edições do teste, os sistemas sempre se mostraram seguros e foram aprimorados com ajuda da comunidade técnica.

3. Escola Base

O caso da Escola Base ficou famoso em 1994.

Essa escola particular na capital paulista foi cenário de um suposto caso de abuso sexual contra alunos de quatro anos.

Os proprietários Icushiro Shimada e Maria Aparecida Shimada foram expostos na imprensa como autores do crime.

O problema foi que jornalistas reproduziram informações equivocadas cedidas pela polícia. A história repercutiu em veículos como Estado de São Paulo, Globo, SBT, Veja e Record.
A notícia teve tamanha repercussão e gerou tanta revolta que a escola teve que ser fechada.

O caso acabou sendo arquivado por falta de provas. Os donos da Escola Base entraram na Justiça com processos contra a imprensa, e o caso ainda virou um livro-reportagem, “Caso Escola Base: os abusos da imprensa”. Alex Ribeiro, o autor, ganhou o Prêmio Jabuti por esse trabalho.

Use sua nota do Enem e ganhe bolsa na sua graduação EAD!

Inscreva-se no nosso Blog

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT