Tags: Ensino Superior

Você sabia que logo, logo, poderá cursar faculdade de Direito EAD?

Tradicionalmente, essa graduação sempre foi ofertada na modalidade presencial. 

Contudo, esse perfil de curso, com aulas na universidade e pouca flexibilidade de horários, não atende todos os estudantes. 

Para aqueles que trabalham e levam uma rotina corrida, esse modelo de estudos oferece muitas barreiras.

Em função disso, desde 2009, diversas instituições de ensino buscavam o credenciamento junto ao MEC (Ministério da Educação) da faculdade de Direito EAD. 

Foram anos de espera, mas, em 2021, este cenário começou a se transformar. 

Neste artigo, falamos mais sobre a faculdade de Direito EAD e o que falta para você poder se matricular em uma. Confira!

Aqui você ver:
Por que demorou tanto para existirem faculdades de Direito EAD? 
A faculdade de Direito EAD é reconhecida pelo MEC? 
Quais as vantagens de fazer uma faculdade de Direito EAD? 
O diploma EAD tem a mesma validade do presencial? 

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

Por que demorou tanto para existirem faculdades de Direito EAD? 

Segundo o Censo da Educação Superior, em 2019, 50,7% dos estudantes que ingressaram no ensino superior da rede privada optaram pela educação a distância

A estimativa é que a modalidade já reúna 28,4% do total de alunos de graduação do Brasil.

Apesar desse crescimento, o curso de Direito, um dos mais procurados pelos estudantes brasileiros, ainda não era ofertado nesse modelo. Mas, por que demorou tanto para existirem faculdades de Direito EAD? 

Desde 2009, diversas instituições de ensino buscavam o credenciamento junto ao MEC das faculdades de Direito EAD. No entanto, os pedidos ficaram estagnados durante anos. 

Isso aconteceu porque, ao chegarem ao MEC, as propostas acabavam paradas – em parte pela resistência da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e outra pelas burocracias envolvidas no processo. 

Apenas em julho de 2021 esse cenário começou a mudar. De acordo com o Sindicato das Mantenedoras do Ensino Superior (Semesp), cerca de 90% das instituições com pedidos de autorização relataram movimentações recentes em seus processos.

Um dos motivos relatados para o rápido andamento e as autorizações recebidas pelas instituições foi o fato de que, a partir de abril de 2021, em decorrência da pandemia de Covid-19, o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) começou a fazer as visitas de forma virtual. 

Assim, os avaliadores fizeram entrevistas online e verificaram as instalações das faculdades por meio de câmeras. Isso dispensou viagens e otimizou os processos. 

Por isso, depois de mais de dez anos de espera, a graduação em Direito EAD (ensino a distância) vai finalmente sair do papel. 

E a expectativa dos estudantes é alta: uma pesquisa da consultoria Educa Insights confirma isso. 

De acordo com o levantamento, 66% dos entrevistados afirmaram que definitivamente ou provavelmente estariam dispostos a se matricular no curso de Direito EAD. Apenas 9% dos entrevistados não consideraram a hipótese.

Então, prepare-se: em breve, você poderá se matricular na graduação de Direito EAD!

A faculdade de Direito EAD é reconhecida pelo MEC? 

Sim! Desde de julho de 2021, MEC passou a autorizar o funcionamento da graduação em Direito a distância

Contudo, ainda é preciso esperar mais um pouco para se matricular. A liberação para que as instituições de ensino abram processo seletivo e façam matrícula de estudantes ainda depende de uma autorização final do MEC. 

Essa autorização final é publicada no Diário Oficial da União.

Tudo sobre a faculdade de Direito EAD.

Quais as vantagens de fazer uma faculdade de Direito EAD? 

Agora que você já sabe que em breve poderá cursar Direito EAD, pode estar se perguntando: será que essa é a modalidade certa para mim?

Abaixo, trazemos as principais vantagens desse tipo de graduação:

Rotina mais flexível

Escolher o horário das aulas da faculdade sempre foi o sonho de muitos alunos. Com o EAD, isso é totalmente possível.

A dinâmica dos cursos EAD permite que os estudantes organizem seu dia e assistam às aulas no momento mais conveniente, de acordo com a sua rotina.

Esse é um benefício que atrai muitos estudantes. Afinal, a maioria trabalha e leva uma rotina corrida, precisando de horários mais flexíveis para estudar. 

É por isso que o EAD tem se tornado uma ótima alternativa para esse perfil de aluno.

Comodidade

No curso EAD, é possível estudar em praticamente qualquer lugar onde haja uma conexão com a internet. Pode ser no conforto do seu lar, na praia ou em um café. A decisão é sua!

Poder escolher não apenas o horário, mas o local de estudos mais apropriado à rotina tem impacto direto sobre a aprendizagem.

Um ambiente seguro, tranquilo e aconchegante pode ajudar a manter a concentração e ampliar a capacidade de absorção do conhecimento.

Economia

Outro ponto positivo do EAD é a economia – tanto de tempo quanto de dinheiro.

Se não há necessidade de estar presencialmente na sala de aula, logo não se gasta horas com deslocamentos. 

Contudo, a economia financeira não se resume só ao transporte. A mensalidade da faculdade EAD costuma ser mais barata do que a dos cursos presenciais.

A razão para essa diferença de preços é simples: o custo de manutenção de uma plataforma virtual é muito menor que o de uma estrutura física.

Além disso, no ambiente digital, não há o mesmo limite para a quantidade de alunos.

Desenvolvimento de habilidades interpessoais

Sem a supervisão presencial de um professor e com total autonomia para estudar quando e onde quiser, estudar EAD permite que você desenvolva uma série de habilidades interpessoais. 

Autodisciplina, proatividade e responsabilidade são algumas das principais!

Mais recursos de aprendizagem 

As graduações EAD oferecem diversos recursos para aprofundar os conteúdos das aulas. Entre eles:

  • Fóruns
  • Chats
  • Webinars
  • Bibliotecas virtuais
  • E-books
  • Vídeos

Essa variedade de canais de conhecimento certamente vai enriquecer sua aprendizagem.

O diploma EAD tem a mesma validade do presencial? 

Antes de tudo, é importante ressaltarmos: a aprovação do MEC não significa que toda e qualquer instituição pode oferecer a graduação de Direito EAD. 

Apenas aquelas avaliadas por este órgão e aprovadas poderão oferecer a faculdade de Direito na modalidade a distância. 

Para introduzir o Direito EAD em sua grade de cursos, a universidade precisa realizar um pedido junto ao Ministério da Educação. Em seguida, ela passa por um processo de avaliação. Só depois disso, caso atenda aos requisitos, ela será aprovada.

Ou seja, os cursos têm a qualificação certificada pelo MEC e devem oferecer o mesmo conhecimentos e habilidades que o modelo presencial.

Por isso, é importante destacarmos que não existe diferença entre os diplomas de cursos presenciais e EAD. Quem conclui uma graduação EAD ganha o mesmo diploma dos estudantes que cursaram presencial. A qualificação em ambos os modelos é a mesma!

Nesse caso, mais importante do que a modalidade do curso, é o prestígio e a qualidade da instituição de ensino. 

O diploma de uma universidade com tradição faz toda diferença na hora de buscar um emprego.

Aqui na EAD UNIFEOB, em breve estaremos oferecendo a faculdade de Direito EAD. Recebemos nota 5 (nota máxima) no pedido de autorização feito ao MEC para ofertar o curso de Direito EAD. 

A UNIFEOB prioriza conteúdos que permitem melhor contextualização para o mercado de trabalho, favorecendo práticas inter e multidisciplinares.

Conheça nossas opções de bolsas de estudos e fique atento aos próximos passos para estudar Direito EAD!

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

Inscreva-se no nosso Blog

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT