Tags: ENEM

Saber como calcular a nota do Enem é muito importante.

Isso vale principalmente para que seja usada de modo correto na hora de se inscrever nos programas do governo ou para se matricular em universidades particulares.

Falando desse jeito, até parece que o cálculo é um bicho de sete cabeças. Mas não é.

Na verdade, se você fez aquelas questões complexas de Matemática no Enem, vai tirar de letra.

Mas, ainda assim, é importante ter em mente que a conta é crucial para o seu futuro acadêmico. E o resultado dela também, é claro.

Para você saber, logo de cara, o Prouni e o Sisu, que são dois programas governamentais que facilitam a entrada no ensino superior, exigem nota maior que 450 para as inscrições. 

Além disso, o candidato não pode ter zerado a redação.

Mas a nota de corte do curso e da universidade que você quer fazer pode não ser bem essa. Por isso, é preciso ter atenção a esses detalhes.

Não se preocupe. A seguir, abordaremos todos esses pontos. Acompanhe o artigo!

Confira:

  1. Como funciona o Enem?
  2. Cronograma do Enem 2022
  3. Taxa de inscrição do Enem 2022
  4. Horários, locais de prova e o que levar no Enem 2022
  5. Enem Impresso x Enem Digital
  6. Como estudar para o Enem?
  7. Como calcular a nota do Enem?
  8. Como funciona a nota da redação do Enem?
  9. Ferramentas para calcular a nota do Enem
  10. Como saber se fui bem no Enem?
  11. Qual é a nota máxima do Enem?
  12. Onde estudar com a nota do Enem?
  13. Faculdades que aceitam o resultado do Enem
  14. Conclusão

Use sua nota do Enem e ganhe bolsa na sua graduação EAD!

Como funciona o Enem?

O Enem é a principal prova para ingressar no ensino superior brasileiro

Afinal, a nota do exame é utilizada por universidades públicas e privadas em seus processos seletivos, através do programas Sisu (Sistema de Seleção Unificada) e Prouni (Programa Universidade para Todos).

Além disso, diversas universidades privadas utilizam a nota do exame para conceder bolsas de estudos através de programas internos. 

Ou seja, é uma prova essencial para todos que buscam cursar uma graduação e ingressar em uma faculdade

Em 2022, o Enem acontece nos dias 13 e 20 de novembro. O resultado do Enem 2021 foi divulgado em 11 de fevereiro de 2022.

Como nas edições anteriores, a prova será dividida em quatro grandes áreas de conhecimento  — Ciências Humanas e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias. 

São 45 questões para cada área de conhecimento, totalizando 180 perguntas objetivas.

Além disso, os estudantes também escrevem uma redação, seguindo o modelo de texto dissertativo-argumentativo. O tema do Enem 2021 foi "Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil".

No primeiro domingo, 13 de novembro, serão aplicadas as provas de Ciências Humanas, Linguagens e redação. Neste dia, os estudantes têm 5h30 para realizar as provas.

No segundo domingo, 20 de novembro, serão aplicadas as provas de Matemática e Ciências da Natureza. Neste dia, o tempo de prova é de 5 horas. 

Cronograma do Enem 2022

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC) responsável pela organização das provas, divulga as datas importantes do Exame ao longo do ano.

Confira o cronograma do Enem 2022 divulgado até agora:

  • Inscrições: 10 a 21 de maio
  • Pagamento da inscrição: 10 a 27 de maio
  • Pedido de atendimento especializado: 10 a 21 de maio
  • Pedido de tratamento pelo nome social: 23 a 28 de junho
  • Provas: 13 e 20 de novembro

Taxa de inscrição do Enem 2022

A taxa de inscrição do Enem 2022 é de R$ 85, que deve ser paga até 27 de maio.

No ato da inscrição, o candidato deve escolher se as questões de língua estrangeira serão em inglês ou espanhol.

Tem direito à isenção da taxa de inscrição os estudantes que atenderem a pelo menos um dos seguintes critérios:

  • Concluir o Ensino Médio em 2022 em escola da rede pública;
  • Ter cursado todo o Ensino Médio na rede pública ou como bolsista integral em escolas particulares;
  • Ter renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio;
  • Declarar situação de vulnerabilidade socioeconômica, por ser membro de família de baixa renda.

❗Importante: quem tem direito à isenção da taxa também devem se inscrever, senão não poderá prestar o Exame.

Horários, locais de prova e o que levar no Enem 2022

Além de entender o funcionamento do exame e estar afiado nos estudos, é importante também estar atento aos detalhes do Enem, como horários, local de provas e o que levar na data. 

Ao conhecer essas especificidades do exame, você garante que não será prejudicado por algum erro bobo, como atrasos ou confundir o local de prova.

⏰ Horários 

13 de novembro:

  • 12h00: Abertura dos portões;
  • 13h00: Fechamento dos portões;
  • 13h00 às 13h30: Realização dos procedimentos de segurança durante a prova;
  • 13h30: Início das provas do Enem;
  • 18h30: Término das provas no primeiro dia do Enem 2022;

20 de novembro:

  • 12h00: Abertura dos portões;
  • 13h00: Fechamento dos portões;
  • 13h00 às 13h30: Realização dos procedimentos de segurança durante a prova;
  • 13h30: Início das provas do Enem;
  • 19h00: Término das provas no segundo dia do Enem 2021;

✔️ O que levar no dia da prova do Enem

Existem alguns itens que o candidato precisa levar no dia da prova e outros que são opcionais. Confira:

  • Caneta esferográfica preta com tubo transparente (obrigatório);
  • Documento de identificação oficial com foto (obrigatório);
  • Lanche energético para a prova (opcional);
  • Garrafa de água transparente e sem rótulo (opcional).

❌ O que não é permitido levar na prova do Enem 

  • Caneta de outra cor que não seja preta ou com tubo não transparente;
  • Relógio de qualquer tipo;
  • Lápis, borracha, lapiseira, corretivo e afins;
  • Armas de qualquer tipo;
  • Toucas, bonés ou outro acessório que cubra a cabeça ou o rosto;
  • Óculos escuros;
  • Celulares, tablets, calculadoras e outros aparelhos eletrônicos;
  • Livros, apostilas e qualquer outro conteúdo, impresso ou não.

📍 Locais de prova

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio de Teixeira) divulgou o local de prova no começo de novembro. 

Para descobrir qual é o seu local de prova, veja o passo a passo abaixo:

  • Acesse a Página do Participante;
  • Faça o login pela sua conta no Gov.Br;
  • Clique em "Aplicação";
  • Clique em "Local de Prova";
  • Após isso, um personagem interativo da Página do Participante irá te enviar um botão escrito "Local de Prova". Clique nesse botão e tenha acesso ao seu Cartão de Confirmação, em que constará onde você fará o Enem.

Enem Impresso x Enem Digital

O Enem 2022 conta com as versões impressa e digital. 

Os participantes optaram no momento da inscrição pela versão impressa ou digital do exame. 

No Enem Digital, o candidato responde todas as questões objetivas do exame virtualmente, através de um computador. 

A estrutura da versão virtual é idêntica à versão impressa, com o mesmo número de questões e tempo. A única diferença está no uso do computador.

Contudo, o acesso à prova não é feito de casa, como muitos podem pensar. Assim como na versão impressa, o candidato que realizará a prova digital deve comparecer às instituições selecionadas pelo Inep. 

Nesses locais, as provas são disponibilizadas nos computadores através de um sistema próprio, não sendo possível acessar outros sites.

A única parte da prova que é feita à mão é a redação. Dessa forma, é imprescindível que os candidatos levem caneta esferográfica transparente de tinta preta.

No mais, a estrutura do Enem Digital segue a mesma lógica do Enem Impresso. 

É importante enfatizar que tanto a versão impressa quanto digital do Enem acontecem de forma simultânea.

Como estudar para o Enem?

Confira algumas dicas que podem ser úteis durante sua preparação para o Enem:

  • Estabeleça uma rotina de estudos

É muito comum que as pessoas tirem um dia inteiro para estudar diversos assuntos, e depois ficar 2 ou 3 dias sem pegar nos livros. Contudo, essa pode não ser a melhor estratégia.

É muito mais eficaz estabelecer um cronograma diário de dedicação, com uma divisão por assuntos, estudando, no máximo, 2 horas por tema. 

Depois disso, dê um tempo e mude de conteúdo. O importante é ter continuidade e estabelecer estudos diários. Desta forma, seu cérebro vai assimilar melhor as informações. 

  • Distancie-se das redes sociais

Passar horas nas redes sociais, como WhatsApp, Instagram, Twitter e Facebook, pode ser muito atrativo. No entanto, é importante não acessá-los enquanto você estuda. 

Cada informação e notificação que receber vai fazer você mudar o foco, comprometendo o aprendizado do conteúdo. 

Apesar de ser uma fonte inesgotável de informação, a internet é cheia de possíveis distrações, então é melhor ficar longe enquanto estuda. 

  • Faça pausas

Quando estamos focados no estudo, é comum ficarmos horas debruçados em livros ou nos exercícios e simulados.

Contudo, é importante fazer pausas, afinal isso permitirá dar um descanso ao cérebro, para que ele possa absorver tudo aquilo que você leu. 

Se estudar muitas horas sem parar, é bem provável que ao final da empreitada você tenha esquecido grande parte do conteúdo. 

  • Faça exercícios e simulados

Uma das melhores maneiras de aprender o conteúdo é colocando em prática seus conhecimentos. 

Por isso, é importante após um período de estudos fazer exercícios e resolver questões de provas. Assim, você identifica seus pontos fortes e fortes, otimizando os estudos. 

  • Pratique a redação

Seu esforço em estudar física, matemática, história, geografia e todos os demais conteúdos não será recompensado se você não for bem na redação.

Por isso, pratique a escrita, especialmente de textos dissertativos-argumentativos, leia bastante, esteja atento às notícias da atualidade e tente formar uma opinião com bons argumentos para defender seu ponto de vista. 

Uma dica é pegar os temas das edições passadas do Enem e produzir textos em cima das temáticas. 

  • Atenção à interpretação de texto

Você sabia que muitas vezes erramos uma questão por não fazermos a interpretação adequada dos enunciados ou do tema da redação? 

Para o Enem, essa é uma habilidade essencial. Afinal, muitas questões exigem mais interpretação do que puro conhecimento. 

Ou seja, além de estudar os conteúdos, foque também na interpretação de texto. 

Essa habilidade o auxilia não apenas na prova de Linguagens, mas em todo o exame. 

  • Cuide do corpo, da alimentação e da mente

Pode parecer que não, mas fazer exercícios físicos, ter uma alimentação saudável e uma rotina que evite a ansiedade e transtornos psicológicos fazem toda a diferença na preparação para concursos como o Enem. 

Corpo são, alimentação equilibrada e mente saudável aumentam a autoestima e estão diretamente relacionados à qualidade na aprendizagem. 

Como calcular a nota do Enem?

O cálculo do Enem é baseado na Teoria de Resposta ao Item (TRI), que leva em conta não só o número de acertos do candidato nas quatro provas, mas a consistência das respostas, de acordo com o nível de dificuldade das questões.

Essa metodologia avalia a possibilidade de chute no exame. 

Se um candidato costuma responder corretamente só as questões mais fáceis e acerta uma difícil, por exemplo, há indícios de que ele possa ter chutado. 

A partir da TRI, portanto, são atribuídas as notas para cada prova. 

As universidades e os programas do governo, como Prouni, FIES e Sisu, utilizam a média das notas para aprovar os candidatos nos processos de seleção.

No entanto, essa média pode ser simples ou por peso, dependendo do critério utilizado pela instituição de ensino superior.

Descubra a seguir como calcular cada uma delas.

Média simples

Para chegar na média simples, você precisa somar as notas das quatro provas (Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Linguagens e Códigos e Matemática) e da redação, e dividir o total por cinco.

Média por pesos

Já para calcular a média por pesos, é necessário, primeiro, descobrir o peso atribuído pela instituição de ensino para cada nota. 

Vamos supor que o peso da prova de Matemática é equivalente a 3. Nesse caso, você deve multiplicar a sua nota por 3. 

A regra é a mesma para as outras provas: consultar o peso e multiplicar. 

Para obter a nota final, basta somar tudo e dividir por cinco.

Como funciona a nota da redação do Enem?

Como vimos, a redação também entra na conta das duas médias.

No entanto, sobre a metodologia usada pelo Enem para fazer o cálculo, há uma diferença em relação às provas.

Para a correção da redação, não é aplicada a TRI. 

Na verdade, são dois corretores que atribuem nota de 0 a 200 para cada um dos requisitos avaliados:

  • Domínio da língua portuguesa
  • Compreensão do tema proposto
  • Apresentação de argumento estruturado e boa interpretação de texto
  • Desenvolvimento de raciocínio lógico
  • Apresentação de proposta de intervenção.

Ferramentas para calcular a nota do Enem

como calcular nota do enem ferramentas para calcular

Você viu que não tem muito segredo para fazer o cálculo da nota do Enem, não é mesmo?

São operações simples de adição, multiplicação e divisão.

Mas sabemos que nessa hora tão importante de descobrir a média o nervosismo pode atrapalhar as contas.

Então, para ajudar, que tal usar uma ferramenta de cálculo online?

É só inserir as notas das provas e o peso atribuído a elas para fazer a conta automaticamente.

Como saber se fui bem no Enem?

Até sair o resultado do Enem demora, não é mesmo? Daí, bate aquela ansiedade e curiosidade de saber o seu desempenho.

Ainda que não seja possível descobrir o resultado exato, justamente por conta da metodologia aplicada para avaliação, tem como refletir sobre a coerência das suas respostas usando o gabarito.

Não é uma prática 100% confiável, obviamente, mas pode ajudar você a ter uma ideia.

Já com relação à redação, procure avaliar o seu texto com base nas competências que são exigidas.

Veja ainda se não houve erro de português, se o tema proposto foi abordado corretamente, se a estrutura está adequada e se não houve desrespeito aos direitos humanos.

Caso um desses itens não tenha sido cumprido, você já sabe que terá pontos descontados.

Qual é a nota máxima do Enem?

como calcular nota do enem qual e nota maxima

No Enem, a redação pode ter nota máxima de 1.000 pontos, já que cada item avaliado vale até 200 pontos.

Na edição de 2019, apenas 53% candidatos conquistaram a pontuação limite.

Agora, com relação às provas, devido à metodologia TRI, não é possível determinar as notas máximas.

Todos os anos, os valores mudam, dependendo do desempenho dos candidatos em cada questão

Confira, a seguir, as maiores notas das três últimas edições do exame (2019, 2020 e 2021) para ter uma ideia da variação.

2021

  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias: 867,1
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias: 846,9
  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: 826,1
  • Matemática e suas Tecnologias: 953,1

2020

  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias: 854,8
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias: 862,6
  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: 801,1
  • Matemática e suas Tecnologias: 975

2019

  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias: 860,9
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias: 835,1
  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: 801,7
  • Matemática e suas Tecnologias: 985,5.

Simulador de notas de corte do Enem

Depois de obter a sua pontuação no Enem, você pode utilizar a nota para se inscrever em programas do governo, como Prouni, FIES e Sisu.

Para isso, além de atender aos critérios obrigatórios, também é importante ficar de olho nas notas de corte do Enem.

Afinal, elas definem quem permanece ou é eliminado da disputa por uma vaga no ensino superior.

Para ajudar você a simular as notas de corte, listamos algumas ferramentas simples de usar:

Onde estudar com a nota do Enem?

como calcular nota do enem onde estudar com nota

Quem faz o Enem, evidentemente, quer ingressar no ensino superior.

No entanto, não são todas as universidades que participam dos programas governamentais ou que aceitam a nota do exame como forma de ingresso.

Por isso, é importante ter atenção ao processo da instituição de ensino que você quer estudar.

Faculdades que aceitam o resultado do Enem

Antes de tudo, você deve saber como funcionam os dois principais programas para entrada no ensino superior: o Sisu e o Prouni.

O Sisu (Sistema de Seleção Unificada) é destinado aos candidatos a vagas em instituições de ensino públicas.

Já o Prouni (Programa Universidade para Todos) concede bolsas de estudo parciais ou integrais para estudantes de baixa renda que pretendem ingressar em universidades particulares.

Ambos os programas acontecem duas vezes ao ano, uma em cada semestre, e é preciso fazer a inscrição dentro do prazo.

Na janela de abertura dessas inscrições é possível consultar as faculdades e os cursos que estão com vagas disponíveis.

Como a relação de universidades muda a cada ano, esse é o único momento de confirmação.

No entanto, grande parte das instituições de ensino costumam participar constantemente.

Vale, então, ver se a universidade que você quer estudar fez parte dos programas nos anos anteriores.

Cabe ainda falar do FIES, que é um sistema de financiamento estudantil. Ou seja, que facilita o pagamento das mensalidades para os estudantes. 

Para participar dele, a nota do Enem também é obrigatória.

Ingresso direto

Se você não vai participar de nenhum dos programas, até porque é necessário atender aos requisitos obrigatórios, saiba que existe outra forma de entrar no ensino superior com a nota do Enem e ainda garantir bolsas de estudo: o ingresso direto.

Isso mesmo! Na UNIFEOB é assim.

Você usa a sua nota do Enem para garantir a sua vaga na graduação e pode ganhar bolsa de até 100%.

E o melhor: é possível utilizar a nota de edições passadas do ENEM.

Para saber mais, acesse o site.

Conclusão

Aprendeu como calcular a nota do Enem? É bem fácil, não é mesmo?

Até o cálculo mais complexo, da média por pesos, não tem tanta dificuldade. Além disso, há ferramentas para facilitar ainda mais a matemática.

Agora que você já sabe a sua nota, pode procurar a instituição e o curso desejado.

Lembre-se de que se você não conseguir uma vaga pelos programas do governo, pode usar a nota do Enem para ingressar direto no ensino superior.

Você já sabe que na UNIFEOB é assim - e também existem outras formas de ingresso.

Tem o vestibular, é claro, que é realizado online, a prova agendada, e a entrada por transferência (ou seja, quem vem de outras faculdades).

Tem também o ingresso por diploma. Nesse caso, quem já é formado em algum curso, por exemplo, não precisa fazer vestibular. 

E, se já tiver cursado a UNIFEOB, tem condições especiais como ex-aluno.

Viu só quantas maneiras? Que tal, então, conferir todas as formações disponíveis?

São vários cursos de graduação EAD e semipresencial - todos eles com reconhecimento do MEC.

Acesse o site e saiba mais!

Gostou do artigo? Aproveite, então, para escrever o seu comentário no campo abaixo e compartilhar o conteúdo em suas redes sociais!

Descubra os segredos para tirar nota 1000 na redação do ENEM!

Inscreva-se no nosso Blog

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT